A Importância dos limites de WIP em equipes Ágeis

É natural pensarmos que o desenvolvimento ágil é, simplesmente, entregar o quanto antes o desenvolvimento do código e o problema do teste é do teste assim como na hora de fazer o deploy.

Porém, sabemos que a percepção de valor está na utilização do software pelo cliente. Sendo assim, não adianta dizer que já terminou de desenvolver e está tudo pronto, pois ainda não passou pelos testes funcionais com o cliente e caso tenha passado e, ainda assim, não foi implantado, com isso gera um gargalo de uma pilha de coisas para testar.

Estava em um cliente onde o setor de testes fica fisicamente fora do desenvolvimento e a equipe de automação desenvolvendo uma seria de funcionalidades com 5 programadores trabalhando em cada funcionalidade diferente, até ai tudo bem.

Até que percebi que estava entrando em gargalo na equipe de testes, pois esta suportava não só a equipe de automação, mas,  sim todos as equipes de desenvolvimento e a capacidade de recursos deles era limitada para atender a 16 equipes de desenvolvimento com apenas 7 recursos de testes e a justificativa era a mesma,  que a equipe de testes não estava dando vazão no códigos.

Então percebido a situação e identificado o limite de trabalho em execução (WIP) da equipe de testes, parti para a solução do caso que foi alinhar com o gerente do desenvolvimento uma política para o limite de WIP dos testes, assim como orquestrar do outro lado na equipe de automação o foco dos 5 desenvolvedores a resolver todos os problemas até entregarmos o produto.

Feito isto o resultado foi o melhor possível, uma equipe totalmente focada na entrega do valor percebido e o melhor de tudo foco na interação com as pessoas da automação e testes.

Como conclusão, podemos deixar uma reflexão sobre o primeiro item do manifesto de desenvolvimento ágil. Onde diz que devemos valorizar indivíduos e interações, mais que processos e ferramentas. Onde  com um simples limite de trabalho em progresso colocamos um time no foco, novamente, na entrega de valor e aumentamos a interação das equipes, dando uma melhor vazão no desenvolvimento e melhor qualidade.

Davi Rodrigues Pinto